Nova Prata demitindo e Veranópolis contratando

Nossa emissora vem ao longo dos meses divulgando a carta do mercado formal de trabalho de Nova Prata numa pesquisa de dados do Cadastro Geral de Emprego e Desemprego (CAGED), do Ministério do Trabalho e Emprego, feita pelo Observatório do Trabalho da Universidade de Caxias do Sul.

NOVA PRATA

No mês de Setembro foram encerrados 16 postos de trabalho em Nova Prata. O setor de Indústria de Transformação foi o que mais fechou postos de trabalho, com 12 vínculos encerrados, seguido pela Construção Civil , com 5 vagas fechadas. Os únicos setores que abriram postos de trabalho no município foram o da Extrativa Mineral e o de Serviços , com 3 e 1 vagas abertas, respectivamente. O saldo acumulado no ano entre admitidos e desligados é de 31 vínculos encerrados. O saldo acumulado nos últimos 12 meses é de 94 postos de trabalho fechados. O setor que mais fechou postos de trabalho foi o da Indústria de Transformação, com 95 vagas encerradas, seguido pela Construção Civil , com 30 vínculos a menos. Nesse mesmo período, os únicos setores que abriram postos de trabalho foram o de Serviços e o da Agropecuária , com 69 e 1 vagas criadas, respectivamente.

 

EM VERANÓPOLIS:

No mês de Setembro foram abertos 46 postos de trabalho em Veranópolis. Nesse período, os setores que mais abriram postos de trabalho foram o de Serviços , com 24 vínculos criados, seguido pelo Comércio, com 20 novas vagas. O único setor que fechou postos de trabalho foi o da Construção Civil , com 2 vagas encerradas. O saldo acumulado no ano entre admissões e desligamentos é de 247 vínculos a mais. Nos últimos 12 meses, foram abertos 192 postos de trabalho no município. Nesse período, os setores que mais abriram postos de trabalho foram o da Indústria de Transformação, com 141 novas admissões, seguido pelo Comércio , com 41 vagas criadas. Os únicos setores que fecharam postos de trabalho foram o de Serviços e o da Extrativa Mineral , com 7 e 1 vínculos encerrados, respectivamente.

NO RIO GRANDE DO SUL:

No mês de Setembro foram abertos 1.359 postos de trabalho no Rio Grande do Sul, um acréscimo de 0,05% sobre o total de empregos formais. Os setores que mais abriram postos de trabalho foram o de Serviços , com 2.603 vagas criadas, seguido pelo Comércio , com 1.644 novos vínculos. Nesse período, os setores que mais fecharam postos de trabalho foram o da Indústria de Transformação, com 3.027 vínculos encerrados, seguido pela Construção Civil , com 376 vagas fechadas. O saldo acumulado no ano é de 21.926 postos de trabalho abertos. Nos últimos 12 meses, foram abertos 14.977 postos de trabalho no Estado, um acréscimo de 0,59%. O setor que mais abriu postos de trabalho foi o de Serviços , com 16.379 novos vínculos, seguido pelo do Comércio , com 2.517 vagas criadas. Nesse mesmo período, os setores que mais fecharam postos de trabalho foram o da Agropecuária , com 2.202 vagas encerradas, seguido pela Construção Civil , com 1.111 vínculos a menos. O setor que obteve maior crescimento relativo no período foi o de Serviços , com um acréscimo de 1,66%.

NO BRASIL:

No mês de Setembro foram abertos 137.336 postos de trabalho no Brasil, um acréscimo de 0,36% sobre o total de empregos formais. Nesse mesmo período, os setores que mais abriram postos de trabalho foram o de Serviços , com 60.961 vínculos criados, seguido pela Indústria de Transformação, com 37.449 vagas a mais. O único setor que fechou postos de trabalho foi o da Agropecuária , com 2.688 vínculos encerrados. O saldo acumulado no ano é de 719.089 novas admissões. Nos últimos 12 meses, foram abertos 459.217 empregos no país, um acréscimo de 1,20% sobre o total de empregos formais. Nesse período, os setores que mais abriram postos de trabalho foram o de Serviços , com 347.029 vagas criadas, seguido pelo Comércio , com 71.925 novos vínculos. Os setores que mais fecharam postos de trabalho foram o da Administração Pública , com 5.616 vínculos encerrados, seguido pela Construção Civil , com 1.452 postos fechados. O setor que obteve maior crescimento relativo no período foi o de Serviços , com um acréscimo de 2,06%.

fonte: Caged

ilustracao

 

 

 

 

 

You may also like...

1 Response

  1. Ivan disse:

    vamos ver em 2017, se as coisas melhoram pra todos..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.